sexta-feira, 28 de fevereiro de 2014

GOSTO


Gosto quando me roubas um beijo

 Esse beijo que me roubas-te

     ...inebria-me os sentimentos.


Isabel Morais Ribeiro  Fonseca



domingo, 23 de fevereiro de 2014

O SOL

 O SOL

O Sol mantém-se ao longe
Mantém-se longe e calado.
Rasgam-se as nuvens no céu
Estrelado de estrelas brilhantes
Ouve-se o som de um belo luar
O sol dorme e sonha relaxado
A fada desperta de um sonho
Encantado, grita de amor e dor
Invade com a harpa, o sol e a lua
Cheia de vontade de amar
Deslumbrando ao longe um novo acordar
Surge então um novo céu
Ouve-se ao longe o galo a cantar
É o nascer de um novo dia
A lua chora e o Sol
Desperta para um novo dia.

Isabel Morais Ribeiro Fonseca

segunda-feira, 17 de fevereiro de 2014

OUVIR A LOUCURA

 OUVIR A LOUCURA

Não posso mais ouvir em silêncio.
Preciso falar ...sou metade agonia,
Metade esperança que partiu minha alma

Quero a loucura da saudade, do amor
No silêncio das madrugadas quando
O cheiro do orvalho mata-me de desejo

Quase sufoca-me no silencio do quarto
Quero ouvir o barulho das nossas almas
Para matar esta agonia e desilusões

Eu sei que dentro do meu silêncio.
Corre um rio de pensamentos e as minhas
Águas ficam mais claras ao encontrar as tuas

Tu és um raio de sol, nos dias escuros
Uma ave rara que enfeita o meu céu azul
És alma, coração, poema, ternura e dedicação.

Isabel Morais Ribeiro Fonseca



sexta-feira, 14 de fevereiro de 2014

TANGO DE AMOR

  TANGO DE AMOR

Lutar por ti meu amor vale sempre a pena
Por um homem carinhoso, amoroso como tu
Que toca a minha alma e não somente o meu corpo
Que entra pelos meus olhos com o coração livre.

Que olha no fundo da minha alma como ninguém
Olha e vê o reflexo do meu amor e carinho
Tu és grande para invadir os meus sonhos
E torná-los numa doce realidade, com o coração.

Que este amor que seja vivido por inteiro com
Os corpos de um encontro total, tornando a união
Em êxtase, prazer, gemidos ofuscantes de amor
E que os teus abraços sejam o meu abrigo.

Que a voz a ser ouvida, seja a do coração, da alma
Dos nossos corpos e os meus e os teus lábios
Sejam mudos de beijos, mudos sem palavras.
Ganhando a emoção, de dois corpos num só.

Isabel Morais Ribeiro Fonseca


quarta-feira, 12 de fevereiro de 2014

"SOMBRAS DA FLORESTA"

 "SOMBRAS DA FLORESTA"

Entre as sombras da floresta
Escondo-me do teu olhar feiticeiro
Luar brilhante feito de anjos na
Escuridão, lamentações de cinzas.

Espadas afiadas, punhais de pranto
Onde escorre uma lágrima de dor
Sofrimento atroz feito no peito.

Refugio da minha alma, corpo triste
E magoado, noites de solidão
Lençóis ambulantes que afagam o desejo
Envolventes, sombrios num corpo quente.

Isabel Morais Ribeiro Fonseca



terça-feira, 11 de fevereiro de 2014

ORAÇÃO

 ORAÇÃO

Senhor que este dia
Seja envolto de esperança
De milagres, de amor
De piedade, de fé
De gratidão
Que sejamos capazes de sentir
O teu sopro e fazer a tua vontade.

Isabel Morais Ribeiro Fonseca

domingo, 9 de fevereiro de 2014

SALVA-ME

SALVA-ME

Salva-me, salva-me
Desta dor e sofrimento.

Salva-me, salva-me
Das lágrimas de desespero.

Salva-me, salva-me
Dos soluços que gritam.

Salva-me, salva-me
Das mágoas e desilusões.

Salva-me, salva-me
Dos desenganos e desamores.

Salva-me, salva-me
Que o meu último suspiro

Salva-me, salva-me
Seja na tua boca, meu amor.

Isabel Morais Ribeiro Fonseca


sexta-feira, 7 de fevereiro de 2014

LUA DE PRATA

 LUA DE PRATA

Lua de prata
.....no céu esconde-se
Estrelas que pingam
...lágrimas de saudade
A noite grita
....dentro de mim
Fugir....cair....
.............amar...sentir
Dor....mágoa
........saudade...memórias
Paixão....sexo
....amor....desejo
Desilusão...escuridão
....noite...dia
Sol......lua
....esperança....flor
Desejos mornos...nascem de dia
.........Tornam-se fogo....de noite
Basta um toque......o corpo renasce.

Isabel Morais Ribeiro Fonseca


quarta-feira, 5 de fevereiro de 2014

SENHOR

Senhor
Neste dia que acaba de nascer
Leva para longe de nós
Tudo o que nos atrasa e diminui.
Dai-nos a fé, que nos molda a Tua vontade.

Isabel Morais Ribeiro Fonseca

terça-feira, 4 de fevereiro de 2014

FLUTUAM AS PALAVRAS

 FLUTUAM AS PALAVRAS

As palavras flutuam
.......... livremente
Deixe-se voar
.......com a essência da alma
Dance uma valsa
..........um tango no céu estrelado
Deixe sempre a porta entreaberta
........ para o sol sorrir.

Isabel Morais Ribeiro Fonseca

sábado, 1 de fevereiro de 2014

SENHOR


Senhor
Faz de mim um ser humano
Bom e realmente justo
Dá-me a esperança de vencer
Todas as minhas ilusões e desilusões
Planta no meu coração os dias risonhos
E tira as minhas noites tristonhas
Transforma os meus inimigos em amigos
Dá-me o sabor de Perdoar de amar
Afasta de mim qualquer desejo de maldade.

Isabel Morais Ribeiro Fonseca