domingo, 22 de maio de 2016

TEMPO








TEMPO

Sou o tempo esquecido
Enterrado no meu corpo
Sou o tempo que passa
Sem princípio, sem fim
Sou o tempo que perdido
Está na minha seca alma
Sou o tempo deste amor
Vivido com intensa paixão
Sou o tempo desta vida
Que me dá a cruz do dia.

╭✿ ♥╭✿

Isabel Morais Ribeiro Fonseca

terça-feira, 10 de maio de 2016

SILÊNCIO


SILÊNCIO

Por favor
Não, não digas nada
Fica, fica em silêncio
Hoje eu só preciso do
Teu carinhoso abraço
Da suavidade das tuas
Mãos enlaçadas as minhas
Não preciso de palavras
Basta-me saborear o silêncio
Que existe entre nós os dois.

╲\╭┓
╭★ ╯ ★ ♥ ★
┗╯\╲
Isabel Morais Ribeiro Fonseca

terça-feira, 3 de maio de 2016

SER



SER

Ser poeta é voltar em cada
Verso, poema, soneto, prosa
É estar preparado para não sair
Do papel, da folha em branco
Queimando as mãos, o coração.
♥╭✿╭✿ ♥
Isabel Morais Ribeiro Fonseca